Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Publicidade
Saiba como ouvir um problema do amortecedor
18/10/2021 09:53 em Manutenção preventiva

Os amortecedores têm três funções básicas. Manter o contato dos pneus com o piso e controlar os movimentos de abertura e fechamento das molas. Eles também proporcionam conforto, estabilidade e segurança ao veículo. Na maioria dos automóveis, o amortecedor é instalado entre o chassi do veículo e a roda, fazendo parte da suspensão.  
De acordo com Emerson Salles, gerente de engenharia da DPaschoal, muitos motoristas e mecânicos acreditam que só a quilometragem é responsável para indicar a vida útil de um amortecedor. “Na verdade, os amortecedores não têm funcionamento pré-determinado. Eles podem precisar de substituição antes de 20 mil ou mais de 80 mil quilômetros, dependendo das condições de uso. Em carros que circulam por terrenos irregulares, por exemplo, a troca costuma acontecer antes. Já nos de vias bem-pavimentadas, mais para frente. Todavia, não existe uma regra determinante”, explica Salles acrescentando que o excesso de carga e molas fadigadas também são fatores que aceleram o desgaste dos amortecedores.
Mas qual é o momento exato de trocar o componente?
Uma das dicas para saber o momento exato da substituição é verificar a estabilidade do veículo e o conforto ao dirigir. Outra ação é observar se existem manchas de lubrificantes presentes entorno das peças, no jargão da mecânica se diz vazando óleo. Também com o veículo estacionado, procure balança-lo horizontalmente, caso a carroceria se movimente acima do normal e fazendo barulhos, é sinal que pode existir avarias. Outra opção é levar o veículo a mais de 120 lojas da DPaschoal. Nas unidades, o motorista pode medir e testar 40 itens do veículo, inclusive os amortecedores.

Quem fica responsável por avaliar os componentes é a ferramenta de análise AudioShock, patenteada e de uso exclusivo, desenvolvida pelo engenheiro Renan Monteiro com o CTTi Lab (Centro de Tecnologia Treinamento & Inovação da DPaschoal). O equipamento consegue captar o som dos movimentos de abertura e fechamento da válvula interna do amortecedor, por meio de um microfone especial colocado no corpo do amortecedor.
Ou seja, de acordo com o ruido é possível avaliar, com 97% de assertividade, a condição do amortecedor sem necessidade de desmontá-lo do carro. O equipamento também permite que as ondas sonoras sejam visualizadas pelo técnico e pelo cliente em um desenho gráfico parecido com um eletrocardiograma por meio do aplicativo AudioShock instalado no celular.
A ferramenta, bem como as outras utilizadas para a medição, faz parte da transformação de postura da DPaschoal, que se tornou uma referência por usar uma metodologia de diagnóstico que mede e testa a vida útil das peças do veículo antes da troca. Todos ganham com o sistema: as lojas, pela confiabilidade; os atendentes, pela transparência; os clientes, pela economia; e o meio ambiente, pela redução dos descartes. Os números da logística reversa surpreendem: a DPaschoal deixou de trocar desnecessariamente 2,5 milhões de pneus e peças. Logo após a implantação do programa, a satisfação do atendimento da DPaschoal ultrapassou a marca de 80%, já a venda de amortecedores caiu mais 50%.

“É comum que o mecânico faça o diagnóstico do amortecedor apenas com base na quilometragem, quando o consumidor reclama que ele está batendo ou quando pede uma revisão. Essa abordagem pode não ser muito assertiva, pois a real condição de um amortecedor depende de uma série de fatores, sendo a troca apenas necessária mediante um diagnóstico preciso. AudioShock mostra, de forma eficiente efetiva, as condições de uso dos amortecedores, municiando o cliente com informações, antes que ele decida ou não pela substituição destas peças”, explica Salles.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!