Menu


RÁDIO

Notícias

Rumo quebra recordes no mês de agosto

A Rumo encerrou agosto com várias quebras de recorde de desempenho em suas operações mantidas em seis estados. O volume total transportado pela Companhia nos 31 dias do mês passado foi de 5,3 milhões de toneladas de produtos agrícolas e industriais, 10% a mais do que o recorde anterior em agosto do ano anterior, que foi de 4,8 milhões.
Em sua Operação Norte, a operadora ferroviária transportou 2,6 milhões de toneladas, 24% a mais do que os 2,1 milhões do mesmo período do ano anterior. Os aumentos foram nos dois grupos de produtos carregados: agrícolas e industriais. Foram 2 milhões de toneladas de grãos (soja, milho e farelo de soja) transportados para o Porto de Santos (SP), 11% acima do recorde anterior em agosto de 2017 que fechou com 1,8 milhão de toneladas.
No segmento de produtos industriais, o aumento no volume transportado foi de 64%, com 328 mil toneladas ante as 200 mil toneladas de agosto do ano anterior. Nesse nicho de mercado, são atendidos diversos clientes das áreas de construção civil, siderurgia, florestal, consumo, petroquímico e fertilizantes.

Destaques da Operação Norte
Com vias férreas que formam o principal corredor de exportação do País, a Operação Norte abrange os estados de São Paulo e Mato Grosso. Nela, a Companhia aumentou em agosto o transporte simultaneamente com o melhor consumo histórico de diesel em suas locomotivas. O índice obtido foi de 3,48 L/MTKB (Litros/Milhões Toneladas por Quilometro Bruto), 3,6% mais eficiente frente ao recorde anterior de 3,61 no mês de julho.
Em Rondonópolis (MT), o terminal da Companhia movimentou 1,5 milhão de toneladas de grãos, 7% a mais do que o recorde anterior de julho, que chegou aos 1,4 milhão de toneladas. A unidade também descarregou 1.431 caminhões, 12% a mais do que os 1.271 de julho.

Destaques da Operação Sul
A Operação Sul da Rumo abrange Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O principal destaque foi o aumento em 12% do volume total de grãos (soja e milho) transportados ante o mesmo mês do ano passado. Foi escoado 1,18 milhão de toneladas de produtos agrícolas para os principais portos da região, que são os de Paranaguá (PR) e São Francisco do Sul (SC).
O desempenho de agosto foi o terceiro melhor resultado histórico da Companhia na Operação Sul. Os dois primeiros ocorreram também neste ano, nos meses de março (1,25 milhão) e abril (1,21 milhão).

Logística com contêineres
As operações de transporte com contêineres (feitas pela Brado Logística) também se destacaram. Agosto teve o maior volume de movimentação desde outubro de 2015, com 6.545 unidades.

DAF Trucks inova com caminhões elétricos

A DAF Trucks é líder no mercado europeu de cavalos mecânicos e a marca número 1 em eficiência de combustível, tempo de atividade, confiabilidade e conforto do condutor. Essa liderança ficou demonstrada pelos avançados caminhões LF Electric, CF Electric e CF Hybrid Innovation, que foram expostos IAA 2018, em Hanover, na Alemanha, e fazem parte da visão da DAF sobre o transporte no futuro.
Entre os caminhões expostos estavam o LF para transporte de distribuição, o versátil CF projetado para uma ampla variedade de aplicações, e o extrapesado XF para transporte pesado e de longa distância. O CF e o XF.

Transporte rodoviário com zero emissão de poluentes
Para destacar o objetivo da DAF de fortalecer ainda mais sua posição de líder no setor em termos de eficiência de combustível e baixas emissões, a DAF Trucks exibiu uma linha completa de caminhões elétricos. São eles o LF Electric e o CF Electric para distribuição urbana média e pesada, além do CF Hybrid para distribuição intermediária, com zero emissões e melhor eficiência em áreas urbanas. Estas soluções inovadoras foram desenvolvidas para melhorar a qualidade do ar local nas cidades, bem como reduzir as emissões de CO².

DAF LF Electric Innovation
O DAF LF Electric é um caminhão totalmente elétrico de 19 toneladas, com zero emissões de poluentes, para distribuição urbana. O caminhão possui tecnologia Cummins com motor elétrico de 195 kW/266 cv (com pico de 250 kW/340 cv).
O motor é alimentado por uma bateria de 222 kWh, oferecendo alcance de até 220 quilômetros com o caminhão totalmente carregado, ideal para distribuição urbana. Como a bateria é modular, a capacidade poderá ser dimensionada para atender o alcance exigido pelos clientes.

DAF CF Electric Innovation
O DAF CF Electric é a solução ideal de emissão zero para distribuição urbana, que exige maiores cargas e volumes. Isso inclui aplicações em que os semirreboques de eixo simples ou duplo são padrão, tais como para entregas em supermercados.
O CF Electric 4x2 pode ser usado em aplicações de até 37 toneladas de Peso Bruto Total Combinado. O caminhão usa a avançada tecnologia VDL E-Power com motor elétrico de 210 kW/286 cv (pico: 240 kW/326 cv), que recebe energia da bateria de íons de lítio de 170 kWh.
O CF Electric tem um alcance de aproximadamente 100 quilômetros, o que é adequado para aplicações de distribuição urbana de alto volume. O carregamento rápido das baterias pode ser feito em 30 minutos, ou com carga completa em apenas 1,5 hora. Ou seja, o tempo de carga e descarga do frete poderá ser usado para carregar a bateria.

DAF CF Hybrid Innovation
O DAF CF Hybrid foi desenvolvido para rodar eletricamente com zero emissões em áreas urbanas, ao mesmo tempo em que oferece uma maior variedade de aplicações graças à mais recente tecnologia de diesel ultra limpo. A combinação de energia elétrica e diesel garante a mais alta eficiência logística.
O sofisticado DAF CF Hybrid conta com o motor PACCAR MX-11 de 10,8 litros (330 kW / 450 cv), que atua com o motor elétrico ZF (75 kW / 100 cv e pico: 130 kW/175 cv) em combinação com a transmissão ZF TraXon.
O motor elétrico é alimentado por uma bateria de 85 kWh, que permite rodar no modo totalmente elétrico com autonomia de 30 a 50 quilômetros, dependendo do Peso Bruto Total Combinado. As baterias podem ser carregadas pelo motor diesel durante as operações na estrada, enquanto a carga completa leva 30 minutos e, para uma carga de 80%, são 20 minutos.
Fora das áreas urbanas, o CF Hybrid é alimentado pelo limpo e eficiente motor a diesel PACCAR MX-11, com tecnologia híbrida que oferece economia adicional de combustível graças à gestão de energia inteligente. A energia regenerativa é capturada durante a frenagem e ao usar controles relacionados à velocidade, tais como o controlador de velocidade em descida e o controlador de velocidade. O e-PTO, opcional, pode ser usado para acionar equipamentos de refrigeração em semirreboques para transporte com temperatura controlada.
Estratégia focada no cliente
Os caminhões LF Electric e CF Hybrid estão previstos para começar a rodar em testes em 2019. A DAF Trucks estará pronta para introduzir esses caminhões de última geração no mercado.

Renault comemora 1Mi de Sanderos produzidos

Primeiro lançamento mundial da Renault realizado no Brasil e veículo mais vendido da marca no país, o Sandero acaba de atingir a marca de 1 milhão de unidades produzidas no Complexo Ayrton Senna, no Paraná. Atualmente, o veículo é comercializado nas versões Authentique, Expression e GT Line, além do aventureiro Stepway e do esportivo R.S. 2.0. Mais de dez anos após seu lançamento, o carro continua entre os mais vendidos no mercado nacional com o melhor espaço interno entre os automóveis compactos.
“O Sandero é sucesso desde o seu lançamento e é reconhecido pelo seu grande espaço interno e robustez. Chegar a 1 milhão de unidades fabricadas é uma vitória e motivo de orgulho para o time Renault”, afirma Luiz Pedrucci, presidente da Renault do Brasil.
Além de abastecer o mercado interno, o Sandero também é vendido na Argentina, no Uruguai e no Paraguai. Desde seu lançamento, as exportações da fábrica da Renault no Paraná chegam a 210 mil unidades.

Projeto
Lançado no Brasil em 2007, o Sandero é um veículo concebido levando em contas as necessidades do consumidor nacional. Para isso, o desenvolvimento do carro foi realizado por designers e engenheiros sediados no país. Desde o início, o veículo tornou-se referência em robustez e em espaço interno no segmento dos hatches compactos, agradando tanto famílias quanto jovens solteiros em busca de um design atraente e um veículo prático, resistente e bem equipado. O veículo contava com as opções de motorização 1.0 e o 1.6, ambos 16V Hi-Flex.
Em 2011, o veículo recebeu um facelift, passando a contar com um design mais moderno, interior mais sofisticado e mais itens de conforto. Três anos depois, chegaria a nova geração. O Novo Sandero foi construído sobre uma nova plataforma, ou seja, nova estrutura, novo sistema elétrico, novo sistema de freios, de direção e novas suspensões, além de novo design e reformulação total do interior.
Além das séries limitadas, como Tweed, Tech Run e Vibe, a história do Sandero no Brasil também inclui versões que caíram no gosto do público.

Sandero Stepway
Lançado em 2008, um ano após a chegada do Sandero ao mercado brasileiro, o Sandero Stepway, que levava ao hatch compacto da Renault do Brasil uma pegada aventureira. O veículo trazia sob o capô o motor 1.6 16V Hi-Flex. Além do propulsor moderno e de ótima performance, o conjunto mecânico do Sandero Stepway também se destacava por seu alto nível de robustez. Esse atributo foi um dos pilares de todo o processo de desenvolvimento da base mecânica realizado pela equipe de profissionais do Renault Tecnologia América, centro de engenharia inaugurado em 2007, no Complexo Ayrton Senna.
O veículo também passou pelo facelift em 2011, apresentando uma personalidade própria em relação às demais versões. Para-choques mais encorpados, máscaras negras nos faróis e lanternas, além da altura elevada em relação ao solo marcaram esta versão.
Em 2012, o modelo ganhou a série limitada Rip Curl, feita em parceria com a conhecida marca multinacional de moda surfwear, destinada aos consumidores que procuravam um hatch completo com design atraente e detalhes diferenciados.
Em 2014, chegou a nova geração, com um visual ainda atraente, muita versatilidade e conectividade. Com ponto forte no design, o veículo trazia a imponência típica dos SUVs e pelos detalhes que dão ao mesmo tempo ousadia e sofisticação. E em 2016 ganhou uma nova série limitada Rip Curl.
No total, mais de 258,8 mil Sandero Stepway já foram produzidos. Sucesso desde seu lançamento, o veículo é hoje, um dos mais vendidos entre os compactos aventureiros, com 26% de participação no segmento.
 
Sandero R.S. 2.0
Em setembro de 2015, o Sandero ganhou um sobrenome de peso, com a chegada da versão R.S. 2.0, o primeiro Renault Sport fabricado e comercializado no Brasil. A versão que manteve a carroceria do Sandero com um DNA das pistas para as ruas, trazendo importantes mudanças mecânicas (motor, câmbio, suspensão, freios, entre outras) e estéticas. Desenhado e desenvolvido pela Renault Sport, em conjunto com as equipes de design e engenharia da América Latina, o Sandero R.S. 2.0 é um legítimo esportivo.
Com motor 2.0 aspirado, que entrega 150 cv e 20,9 kgfm com etanol, associado a um câmbio manual de 6 velocidades com relações curtas para maior esportividade, o “hot hatch” atinge a velocidade máxima de 202 km/h e vai de 0 a 100 km/h em apenas 8,0 segundos, chegando a 1.000 m em 29,4 segundos com o veículo parado. O Renault Sandero R.S. 2.0 se destaca por sua capacidade de proporcionar sensações esportivas desde o primeiro toque no acelerador, além de muito prazer na utilização diária.
Em maio de 2017, a versão ganharia uma série especial com visual ainda mais esportivo, com a nova série limitada batizada de Racing Spirit, trazendo de série pneus Michelin PS4 associados a rodas de 17 polegadas, com pinças de freio e a parte central pintadas em vermelho. A cor vermelha, que remete a esportividade no mundo todo, está presente no contorno inferior do para-choque com desenho das lâminas em estilo F1, espelhos retrovisores, difusor e faixa lateral com a inscrição “Racing Spirit”, além disso, traz uma exclusividade da versão, uma placa de câmbio com numeração exclusiva e teto do interior em preto.

Audi projetado para rodar a gás é testado em Itaipu

Os empregados da hidrelétrica de Itaipu têm visto um veículo diferente trafegando pelas vias da usina: um Audi A5 Sportback G-Tron branco, importado da Alemanha para passar por testes no Brasil. O modelo, assim como todos da linha G-Tron, foi projetado de fábrica para funcionar com gás como combustível principal, tendo a gasolina como opção secundária.
O carro ficará na Itaipu por um curto período para uma série de experimentos relacionados a potência e autonomia com uso de biometano, combustível produzido dentro da usina.
Essa é a primeira vez que equipes da Itaipu e do CIBiogás - Centro Internacional de Energias Renováveis - Biogás fazem testes com biometano em um veículo com a tecnologia a gás abarcada de fábrica e não adaptada. A chegada do veículo é uma parceria entre a Audi, a Itaipu e o CIBiogás.
Segundo Paulo Schmidt, superintendente de Energias Renováveis da Itaipu, a experiência da empresa na utilização do biometano em sua frota pesou na escolha da parceria. “Estamos tendo resultados muito satisfatórios, se avaliarmos as emissões que eram produzidas anteriormente. Ganhamos não apenas pelo uso, mas também pela forma como é produzido, aqui mesmo, na Unidade de Demonstração de Biogás e Biometano do CIBiogás”, disse.
“Faremos testes de autonomia, ligados à quantidade de biometano que pode abastecer o veículo e por quantos quilômetros ele poderá rodar”, explicou o diretor de Desenvolvimento Tecnológico do CIBiogás, Rafael Gonzalez. “Além disso, o veículo fará também o trajeto de Foz do Iguaçu a Curitiba abastecido somente com biometano. Queremos ver como vai se sair”, completou.
Também estão sendo feitos testes ligados à potência do motor, especialmente com a variação na produção do combustível. “Vamos produzir o gás com diferentes quantidades de metano, de 80% a 95%, e ver como o veículo responderá a cada diferente composição”, explicou Gonzalez.
Lançado recentemente no mercado europeu, o Audi A5 Sportback G-Tron representa um marco de inovação importante pelo isso exclusivo de recursos renováveis na sua produção. Além disso, como usa o gás como combustível principal, garante a absorção de todas as emissões de CO2 geradas na sua produção.

Produção de biometano
Inaugurada há pouco mais de um ano, a Unidade de Demonstração de Biogás e Biometano é um dos marcos importantes na área de energias renováveis e de mobilidade sustentável promovidos pela Itaipu e CIBiogás. A partir da utilização de resíduos diversos, como restos de comida dos restaurantes da usina, atualmente o local abastece uma parte expressiva da frota de veículos da Itaipu com biometano e, com isso reduz de forma significativa as emissões tóxicas à atmosfera relacionadas às mudanças climáticas.

 Veloe começa a ser vendida em São Paulo   

A Veloe, nova marca de pedagiamento eletrônico e mobilidade urbana, chega ao mercado no Estado de São Paulo, de olho em consumidores que ainda não utilizam este tipo de solução para fluidez no pagamento de pedágios, shoppings e estacionamentos. A expectativa é que até o final do ano esteja disponível em todas as regiões brasileiras.
A marca entra oferecendo planos pré-pagos para pessoas físicas e jurídicas, que vão de R$ 4,90 a R$ 18,90, com gratuidade na adesão e nas três primeiras mensalidades. Com direcionamento digital, ela traz o conceito de vários instrumentos de pagamento associados a uma única conta de usuário, possibilitando que usuários dividam despesas entre si.
Nova linha de negócio do Grupo Elopar e criada pela Alelo, a Veloe tem como meta chegar a 1,5 milhão de clientes até 2020.

Cummins lança motor para segmento marítimo 

A Cummins lançou o motor eletrônico X15 para o setor marítimo com atributos para atender rebocadores, barcos de pescas, empurradores fluviais, transporte de passageiros, entre outras aplicações comerciais.
“Consideramos o mercado brasileiro de extrema importância, com potencial em diversas regiões, como a Norte, devido às altas demandas para o mercado de navegação fluvial, Nordeste e Sul, locais onde temos um número relevante de clientes para atender”, diz Eric Marini, gerente de Produto da Cummins Marine.
A produção oficial do X15 está prevista para o início de 2019, na planta de motores Cummins em Rocky Mount, na Carolina do Norte, nos EUA. O novo produto da Cummins para o mercado marítimo traz inovações com foco na contribuição das operações, com baixo consumo de combustível e flexibilidade para atender embarcações que variam de 45 a 75 pés, dependendo da aplicação. A faixa de potência é ideal para demandas que variam entre 13 e 15 litros.
O Cummins X15 de 450 cavalos de potência (336 kW) e 600 cavalos de potência (447 kW) contínuos para propulsão e auxiliar de bordo atende aos rigorosos padrões de emissões Tier II da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) Nível II e Organização Marítima Internacional (IMO).

Busca por auto acima de R$ 100 mil cresce 20%  

A OLX, plataforma de compra e venda online de autos, registrou crescimento de 20% nas negociações de veículos Premium -com valor de mercado acima de R$ 100 mil-  na comparação entre o primeiro semestre de 2017 e de 2018. No mesmo período foi registrado um aumento de 11% no número de novos anunciantes. Quando considerados apenas carros seminovos, essa alta é ainda maior, chegando a 34%.
A Toyota é a que mais gera interesse de compra entre os usuários da plataforma, conquistando 26% de share. Entre os modelos a montadora japonesa também se destaca com a picape Hilux acumulando 24,5% de share, à frente de carros cobiçados como, por exemplo, o Range Rover (10,20%), da Land Rover, e o Camaro (6,40%), da Chevrolet.
No total, a OLX conta com um inventário de mais de 15 mil carros com valor superior a R$ 100 mil anunciados. Diariamente são vendidos por meio da plataforma uma média de 17 carros Premium seminovos.

Tráfego em sites de autos cresce 83% na AL

O tráfego global em sites da indústria automotiva cresceu 4% no segundo trimestre de 2018 em comparação aos mesmos meses de 2017, impulsionado pela América Latina. Na região, o acesso a estas páginas aumentou 83% no mesmo período. Este é um dos destaques do relatório global “The Automotive Industry Report – Q2 2018”, divulgado pela IgnitionOne, líder mundial em soluções de marketing digital. O estudo, em inglês, pode ser baixado aqui.
O documento aponta que na AL, Brasil e Chile são os mercados-chave, e que apesar de elevado, o crescimento verificado na região no segundo trimestre foi menor do que aquele registrado no trimestre anterior. Segundo os autores pode haver tendência de crescimento menor na região nos próximos meses.
O relatório revelou que o engajamento global dos consumidores nesses sites no período considerado aumentou 9%. Para os autores do estudo, isso significa que o aumento das visitas às páginas teria resultado em um tráfego de melhor qualidade, indicando o aumento das intenções de compra. O crescimento do índice global foi motivado pelos números da América Norte, onde foi registrado engajamento 25% maior, na comparação ano a ano.
Globalmente, a geração de leads no segundo trimestre de 2018 permaneceu similar àquela do mesmo período do ano passado. Além disso, o mobile continuou a apresentar uma tendência de forte crescimento neste quesito (13% a mais do que no segundo trimestre do ano passado). Na comparação por tipo de veículo, o estudo revela que os automóveis elétricos foram responsáveis por um aumento de 32% na geração de leads no EMEA (regiões da Europa, Oriente Médio e Ásia juntas) e de 14% na América do Norte.

Hyundai inicia vendas de edições comemorativas

A Hyundai já iniciou as vendas da Edição Comemorativa 1 Million, disponível para HB20 e Creta, nas concessionárias da marca coreana  em todo o Brasil. Com preços a partir de R$ 63.390, a série especial, que celebra a marca de 1 milhão de veículos produzidos na fábrica de Piracicaba (SP), é limitada a 4,5 mil unidades, sendo 1,2 mil HB20, 1,3 mil HB20S e 2 mil Creta.


Hyundai Creta Edição Comemorativa 1 Million
Lançado em janeiro do ano passado, o SUV compacto estreia sua primeira série especial, que chega recheada de novidades. Um dos destaques do Hyundai Creta Edição Comemorativa 1 Million é a exclusiva “Hyundai Key Band”, chave presencial em formato de pulseira, com visual limpo e sem botões, um equipamento inédito na categoria.
Mais informações na seção Hault de Gamme

Ford vai revelar novo veículo na Gamescom

A Ford será a primeira marca a lançar um veículo na Gamescom, a maior feira de jogos eletrônicos da Europa, que aconteceu na Alemanha. O novo modelo de alto desempenho será revelado oficialmente durante o evento, em Colônia, reforçando a estratégia de diversificar os locais de apresentação de seus novos produtos, antes concentrados nos salões automotivos.
Segundo a Ford, trata-se de um veículo desenvolvido para oferecer alto nível de diversão tanto em estrada como fora de estrada, que também será astro de um futuro videogame de corrida (veja o vídeo). Dentro do espírito da feira, o veículo poderá ser testado pelos visitantes em um avançado simulador 4D com experiência de direção incrivelmente realista, levando sua performance ao limite.
Este ano, a Gamescom terá 919 expositores e espera receber mais de 355 mil visitantes.
Veja vídeo abaixo

Estudo traz relação entre mobilidade e bem-estar 

Pesquisa do Centro Mackenzie de Liberdade Econômica mostra que 19 dos 39 municípios da Região Metropolitana de S. Paulo (RMSP) apresentaram piora relativa em suas posições no ranking de qualidade de vida quando considerados os aspectos de mobilidade
O bem-estar da população está associado às questões de mobilidade urbana, considerando que as dificuldades de acesso comprometem a qualidade de vida dos cidadãos. Essa é a premissa do estudo Acessibilidade e bem-estar: medindo algumas das privações da dimensão da mobilidade.
Ao avaliar os resultados, o trabalho mostra que os mesmos municípios da RMSP que têm sua posição no ranking piorada ao se acrescentar a dimensão acessibilidade são os mais  ineficientes nos gastos com transportes.

Confira o estudo completo http://escolhas.org/wp-content/uploads/2016/09/acessibilidade.pdf.

Monster 797 é referência no segmento naked

A Ducati Monster 797 resgata a versatilidade do modelo Monster lançado pela Ducati em 1993 e que se tornou referência no segmento naked.
A Monster 797 incorpora todo o fascínio da familia Monster e representa a porta de entrada para o mundo da Ducati. Dotada de modernidade, o novo modelo vem com quadro Trellis até o motor L-twin refrigerado a ar e o farol redondo.
A Monster 797, a mais acessível dos modelos naked da Ducati, foi projetada para expressar a essência da Monster até o último detalhe. Com seu tanque compacto, mas robusto, farol icônico e traseira cônica, a Monster 797 tem visual limpo e vigoroso. O motor Desmodue L-twin refrigerado a ar fica acomodado no quadro Trellis, mostrando os componentes mecânicos no inimitável estilo da Monster.
Disponível nas cores branca e vermelha a Monster 797 tem preço sugerido de R$ 39.900.


Pirelli lança duas novas soluções inovadoras

A Pirelli renovou por completo a sua solução Cyber Fleet, o sistema digital dedicado para monitorar e gerenciar frotas. A Pirelli vai trazer para o mercado sua nova tecnologia Cyber, lançando sua mais nova geração de soluções para frotistas, com o Cyber Fleet Smart e o Cyber Fleet Gate. Estas soluções foram desenhadas para otimizar o gerenciamento de custos e aumentar a segurança e eficiência quando falamos em pneus, reduzindo o período parado do veículo e as emissões de CO2. Estas novas soluções apresentadas pela firma Pirelli foram renovadas quando comparadas ao produto atual, lançado em 2012. O Cyber Fleet Smart e o Cyber Fleet Gate se comunicam via Bluetooth, acelerando o monitoramento dos pneus.
Ambas as soluções são conectadas à nuvem Pirelli, onde os dados do pneu são analisados para fornecer informações e previsões sobre o consumo de combustível, eficiência do veículo e manutenção. A experiência adquirida pela Pirelli durante a primeira versão do Cyber Fleet permitiu um redesenho do sistema para aproximá-lo às reais necessidades das empresas de transporte, trazendo tempos de instalação praticamente até zero.
As revoluções tecnológica e digital da Pirelli começaram em 2005 e nunca pararam. Com o Cyber Fleet Smart e o Cyber Fleet Gate, a tecnologia digital que primeiro foi oferecida ao mundo dos caminhões agora estará disponível para os gestores de cada tipo de frota que querem melhorar a segurança e reduzir os custos, tais como caminhões e ônibus, empresas de transportes urbanos e regionais, empresas de leasing – e qualquer outra organização com transporte em seu núcleo. A introdução no mercado destes produtos mais recentes vai começar no primeiro trimestre de 2019, a partir da Itália e do Reino Unido, com Alemanha e Brasil seguindo no segundo quadrimestre do ano.

CYBER FLEET SMART
O sistema Cyber Fleet Smart é uma solução plug and play, composta de sensores montados no forro interno do pneu, que se comunicam diretamente para um aplicativo inteligente gratuito que pode ser instalado no smartphone do gerente de frota, condutor do veículo, ou o proprietário. Os usuários do aplicativo podem configurar suas frotas como desejarem e terem dados atualizados do veículo sempre à mão. Sempre que os pneus são verificados sensores enviam informações sobre pressão e temperatura diretamente para o aplicativo e um alarme, em caso de qualquer problema, ativado. As verificações dos pneus agora são feitas em questão de segundos, em comparação com os tradicionais 15/20 minutos necessários para a operação manual.
Os dados de status dos pneus são obtidos e então transmitidos para a nuvem da Pirelli e compartilhados com quaisquer dispositivos que o cliente tenha autorizado. Mensalmente, o cliente receberá um relatório de uso de pneus com informações sobre a eficiência de sua frota. Cyber Fleet Smart é inteligente e rápido, fácil de instalar e não requer hardware adicional ou assinatura.

CYBER FLEET GATE
Mantendo todas as características da solução inteligente do Cyber Fleet Smart, o Cyber Fleet Gate é uma evolução da Smart e inclui atividades de acompanhamento remoto do pneu. Um “semáforo” montado no armazém captura os dados dos sensores e faz a análise em tempo real. Uma luz verde acende se todos os pneus estão de acordo com o esperado e uma vermelha vem se é necessária uma intervenção com um ou mais pneus. A solução Cyber Fleet Gate também retransmite informações para o Cyber Fleet Control, um portal web que pode ser consultado a qualquer momento pelo gerente da frota. Cada vez que um veículo entra ou sai do armazém, os pneus são verificados e a informação é transmitida para o semáforo. Um relatório também vem com a solução de portal e fornece ao gerenciador de frota dados úteis para que ele possa gerenciar melhor os pneus, melhorando a eficiência do veículo de sua frota, realizando manutenção preventiva e efetivamente diminuindo o consumo de combustível e aumentando a segurança de seus motoristas na estrada. Como parte do futuro roteiro, o Cyber Fleet Gate também permite a possibilidade de integração com software de gerenciamento da frota.
Gianni Guidotti, Chief Technical Officer do Pirelli Cyber, comenta: “pneus inteligentes, equipados com os sensores Cyber, que são capazes de extrair informações chave de como os pneus interagem com a rua, representam a real evolução. As soluções que o Pirelli Cyber trouxeram para o negócio de frotas oferecem algumas importantes vantagens, como segurança na rua. A economia de combustível também não deve ser subestimada, já que nossos parceiros frotistas no desenvolvimento da plataforma viram uma economia de até 4% em custos com combustível, usando como base mais de 100.000 quilômetros (o equivalente a mais de 900 litros). Estes benefícios resultam em um impacto ao meio ambiente menor, graças, também, a redução de emissões com a maior vida útil do pneu (cerca de 10%)”.

Placa padrão Mercosul é lançada no Rio

O Rio de Janeiro é o primeiro estado brasileiro a disponibilizar as placas padrão do Mercosul, unificando para o modelo já utilizado na Argentina e no Uruguai, o que facilitará a circulação e ampliará a segurança.
Todos os Detrans do país estão em processo de homologação para introdução do novo modelo de placa desde 1º de agosto de 2018. À medida que forem homologando e integrando-se ao novo sistema, poderão operar.
Segundo o ministro Alexandre Baldy, a medida tem o objetivo de contribuir com a segurança pública. “Esperamos que essa nova tecnologia da placa possa encerrar, definitivamente, as fraudes e clonagens de veículos. Será um grande avanço para as polícias, que terão meios mais eficientes para o rastreamento. E conseguimos, aqui no Rio de Janeiro, implementar isso tudo e oferecer a nova placa pelo mesmo preço da atual”, destacou.
O governador Luiz Fernando Pezão falou da importância da tecnologia no combate à criminalidade. “Não é simplesmente uma placa, é um conceito, que a médio e longo prazo, vai impactar diretamente na segurança pública no estado”, afirmou.
O diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Maurício Alves, lembrou que a implementação da nova placa já era pauta há anos. “Desde 2011 o Brasil assumiu esse  compromisso da mudança. Foi necessária a união de todo o Sistema Nacional de Trânsito (SNT) para que isso fosse possível. Fizemos um grande empenho para que não custasse mais caro aos cidadãos”, explicou.

Novo modelo
As novas placas contam com QRCode e há previsão, também, de se adotar chip. A troca não será obrigatória para todos os veículos. Quem quiser trocar a placa voluntariamente ou realizar operações que envolverem novas placas já receberá o modelo Mercosul. As operações são: emplacamento de carros zero quilômetro, transferências de propriedade, de jurisdição e de município, além de alteração de categoria de direção.
Segundo informações dos órgãos que atualmente credenciam as empresas fabricantes/estampadoras, não há um tabelamento nos preços das placas veiculares, e o próprio mercado que regula os valores por meio da livre concorrência. No estado do Rio de Janeiro, por exemplo, a nova placa terá o mesmo preço da placa antiga.
Além do QR Code, outro item de segurança da nova placa é a marca d´água com o nome do país e do Mercosul, que evita a falsificação e praticamente impossibilita a clonagem, e estará grafada na diagonal ao longo das placas. No Brasil, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa.
O modelo segue o padrão definido para o Mercosul. Ocorre que o país tem uma particularidade que os demais países partes do bloco comercial não têm:  a frota registrada é de 97 milhões de veículos, que corresponde a mais de 80% de todos os veículos do Bloco. Somos divididos em UF e municípios.

Alunos da UFSCar vencem Desafio Bike Bus

Três grupos de estudantes da UFSCar -Universidade Federal de São Carlos- participaram do Desafio Bike Bus que aconteceu durante a Feira Bike Brasil 2018. Considerado o maior evento de bicicletas da América Latina, recebe atletas profissionais e amadores e as principais marcas do segmento. Em parceria inédita, a Viação Cometa convidou alunos da UFSCar para desenvolverem a melhor maneira de transportar bicicletas, em suportes seguros e funcionais, dentro dos bagageiros dos ônibus da empresa.
Após dois dias de desenvolvimento de projetos, o grupo formado pelos estudantes dos cursos de Engenharia Civil e de Produção - Paola Maria França, Matheus Polachini, Bruno Joaquim Lima e Renan Lamas - venceu a competição propondo um sistema flexível de transporte, com baixo custo e fácil instalação. Cada integrante recebeu troféu e registro de extensão universitária, além da exposição do projeto e possível desenvolvimento de protótipo. Foram considerados os critérios de criatividade e inovação, qualidade técnica, excelência operacional e foco no cliente.
Os vencedores desenvolveram um sistema prático que permite que a bicicleta entre no bagageiro em posição de uso e sem precisar ser desmontada. Além disso, a instalação do equipamento dispensa o uso de ferramentas e o dispositivo é flexível e se adequa a bicicletas de diferentes modelos e tamanhos, ficando a critério da empresa o número de suportes a serem disponibilizados. Para tanto, os estudantes se dedicaram às questões técnicas e comerciais da solução de maneira colaborativa e através da troca de informações. Durante o evento, o projeto foi prototipado digitalmente e apresentado a uma banca julgadora formada por integrantes da Cometa e da UFSCar, entre outros.
De acordo com  Paola Maria França, experiências como essa são importantes, pois permitem uma conexão com o setor empresarial não vivenciada dentro da Academia. "Lidar com problemas técnicos na prática exige raciocínio rápido e agrega valor ao que desenvolvemos dentro da universidade. Por isso, essa interação tão comum nos países mais desenvolvidos traz muitos benefícios tanto para as universidades, como para as empresas, na medida em que buscamos soluções para problemas reais".
Para a estudante, o grupo se concentrou em vencer a competição mas, principalmente, em solucionar um problema já "sentido na pele" ao tentar transportar bicicletas. "Vencer o desafio foi gratificante e nos colocou a um passo de resolver o problema de transporte de bicicletas, que pode facilitar a vida de muitos passageiros, além de contribuir para uma mobilidade urbana cada vez mais sustentável e integrada", concluiu França.

Rumo coloca futuro da ferrovia em discussão

Maior operadora ferroviária do país, a Rumo irá iniciar neste semestre um estudo sobre o panorama tecnológico da ferrovia em 2040. Em parceria com o SENAI, a ação faz parte de um conjunto de projetos focados em pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) para fortalecer a evolução do modal no Brasil.
A primeira fase da pesquisa contempla uma oficina de trabalho entre representantes e especialistas da área, a fim de analisar a situação atual das ferrovias e discutir os impactos das mudanças sociais e tecnológicas.  A partir do encontro, os resultados serão sistematizados para apontar desafios e tendências do setor ferroviário nas próximas décadas.
“É uma iniciativa com visão de futuro e que pretende facilitar o planejamento das operações a longo prazo. Este primeiro levantamento é essencial para estruturar a linha de pesquisa que será adotada”, explica o diretor de Tecnologia da Rumo, Roberto Rubio Potzmann.  Os estágios seguintes estão previstos para 2019 e consistem na estruturação de um “roadmap”, de acordo com o planejamento estratégico da companhia. O documento vai permitir identificar as projeções para o setor ferroviário e as possíveis ações da empresa, prevendo avanços tecnológicos. “É uma linha do tempo que mostrará onde estamos, onde queremos chegar e como chegaremos”, acrescenta Rubio.

Laboratório para pesquisas
Além dos estudos, a concessionária assinou recentemente um termo de Cooperação Tecnológica com a instituição, o acordo visa a utilização do novo complexo que está sendo construído no Instituto Senai de Inovação em Engenharia de Estruturas (ISI-EE), em Maringá, Paraná.
Com aporte financeiro superior a R$ 40 milhões, o local deve ser inaugurado no segundo semestre de 2019. O espaço será utilizado para pesquisa e desenvolvimento de vagões mais leves, técnicas inovadoras em obras civis ferroviárias, projeção dinâmica de traçados, homologação e rating de fornecedores, e transferência de tecnologia para o desenvolvimento de fornecedores locais, entre outros.

Renault comemora marca de 4 milhões de motores

A Renault do Brasil alcançou a marca de 4 milhões de motores fabricados no Complexo Ayrton Senna, no Paraná. Desse total, cerca de 40% foram exportados. A marca histórica foi celebrada em cerimônia realizada com os cerca de 550 colaboradores da Curitiba Motores. A CMO – como é conhecida – tem capacidade produtiva de 600 mil unidades/ano e produz os motores 1.0 e 1.6 SCe, que equipam a gama de veículos de passeio da Renault no país.
“A CMO é uma unidade de indústria 4.0, reunindo inovações que nos possibilitam fabricar motores de alta tecnologia. Chegar a 4 milhões de unidades produzidas é um momento de alegria e orgulho para nosso time, sobretudo acompanhando a grande evolução tecnológica que a Renault realizou em seus motores ao longo do tempo”, afirma Carlos Martin, diretor de Fabricação de Motores da Renault.
A história da produção dos motores da Renault do Brasil começou em 2 de dezembro de 1999, com a inauguração da CMO. A fábrica possuía capacidade produtiva de 280 mil unidades por ano e fabricava o motor 1.6 16V, que equipava os três veículos da produção nacional da Renault: o Scénic, o Clio e o Clio Sedan, além de ser exportado para a Argentina, onde era aplicado à linha Mégane.

Kia inova com tecnologia de som separado   

A Kia Motors Corporation revelou pela primeira vez sua tecnologia de Sistema de Som Separado (SSZ) de última geração, que permite que cada passageiro de um veículo acesse conteúdos de áudio adaptados às suas necessidades individuais, incluindo músicas, chamadas telefônicas de viva voz e alertas, mantendo um espaço social livre de fones de ouvido, no qual os passageiros podem conversar naturalmente.
A tecnologia SSZ cria e controla os campos acústicos do carro, permitindo que o motorista e cada passageiro ouçam sons isolados. Os diversos alto-falantes instalados no veículo apresentam tecnologias que utilizam princípios científicos para reduzir ou aumentar os níveis de áudio das ondas sonoras. Isso impede a sobreposição de sons ouvidos em cada assento, criando o mesmo efeito que os atuais sistemas de cancelamento de ruído, mas sem a necessidade de fones de ouvido.
“Na era da navegação autônoma, os clientes vão exigir opções de entretenimento cada vez mais personalizáveis dentro de seus veículos, o que inclui inovações tecnológicas, como o Sistema de Som Separado”, observa Kang-duck Ih, pesquisador do Laboratório de Pesquisa NVH da Kia. “Espero que, ao fornecer aos motoristas e passageiros espaços de áudio independentes e personalizados, eles experimentem um transporte mais confortável e divertido”.
Cada pessoa possui um gosto musical, então alguns passageiros optam por utilizar fones de ouvido durante uma viagem, para isolar o fluxo de áudio. Porém, isso também cria uma barreira social desnecessária para a interação com outros passageiros. Ao viajar em um veículo equipado com a tecnologia SSZ de última geração, cada passageiro pode conectar seu smartphone via Bluetooth e ouvir sua própria música, sem interferência ou interferindo nos fluxos de áudio dos outros passageiros.
Quando a SSZ é utilizada, as chamadas telefônicas hands-free também podem ser isoladas para cada passageiro, garantindo a privacidade das conversas telefônicas.
Além disso, essa tecnologia inovadora pode eliminar sons desnecessários para o passageiro, mas importantes para o motorista. Sons de navegação ou vários alertas permitem que o condutor se concentre no controle do veículo, enquanto o sistema SSZ isola esses sons, mantendo uma área tranquila para os outros passageiros. Este recurso possui uma funcionalidade particularmente direcionada para os condutores acompanhados de crianças, por exemplo.
A tecnologia SSZ está em desenvolvimento desde 2014, e a expectativa é a de que o sistema de produção em massa esteja pronto para instalação em veículos dentro de um a dois anos.

Rumo transporta 1,9M de toneladas de grãos

A operadora ferroviária Rumo transportou 1,9 milhão de toneladas de produtos agrícolas para o Porto de Rio Grande (RS) nos sete primeiros meses do ano. O desempenho foi 25% acima da melhor marca no mesmo período, obtida em 2015, quando a companhia carregou 1,5 milhão de toneladas.
“Os contratos com importantes cooperativas, cerealistas, indústrias e tradings gaúchas de soja nos fizeram chegar a essa marca, diz Fabricio dos Santos, gerente comercial da Rumo. “O principal corredor ferroviário de cargas do Rio Grande do Sul é o que liga Cruz Alta ao porto em Rio Grande. Neste trecho está concentrado o maior volume captável de produtos para a ferrovia, o que faz com que o frete ferroviário seja mais competitivo em relação ao rodoviário”.
A força do transporte de grãos no Sul vem crescendo nos últimos três anos. Em 2016, um cliente atuante na produção de soja transportou 420 mil toneladas. No ano passado, o volume transportado por esse mesmo cliente cresceu 43%, chegando a 600 mil toneladas.
A perspectiva para o fechamento de 2018 é positiva. Dois anos atrás, o volume transportado pela Rumo no Rio Grande do Sul foi de 2,2 milhões de toneladas. Em 2017, subiu 23%, chegando aos 2,7 milhões. “Com 1,9 milhão transportado entre janeiro e julho deste ano, esperamos fechar 2018 com 3 milhões de toneladas”, diz Santos.

AEA realiza seminário de Manufatura Automotiva

A AEA - Associação Brasileira de Engenharia Automotiva realiza no próximo dia 20 de setembro, no Auditório da UNIP Vila Clementino, em São Paulo, a 3a. edição do Seminário de Manufatura Automotiva.
A programação inclui três painéis: “Estratégia de Manufatura Avançada”; “Tecnologia de Equipamentos de Manufatura Aditiva” e “Tecnologia em Materiais ou Prós e Contras da Implementação da Manufatura Avançada”.
“Queremos compartilhar conhecimento para criar oportunidades de desenvolvimento e melhoria da gestão, do próprio do processo produtivo e principalmente do uso estratégico desta tecnologia, elevando a competitividade e a qualidade para a disseminação de tecnologia em toda a cadeia produtiva. Será um evento bem completo para os profissionais do setor”, afirma Carlos Sakuramoto, diretor de Manufatura da entidade.
O Seminário de Manufatura Automotiva 2018, promovido pela AEA, é destinado a estudantes, engenheiros e profissionais do setor automotivo e de outros setores com profundo interesse na atualização e discussão do tema mais atual e instigante da atualidade.
Saiba mais aqui.
Novo BMW Série 3 está  em teste de resistência
Com vendas confirmadas para o Brasil ao longo do próximo ano, o novo BMW Série 3 está passando pelos últimos testes antes da sua produção em série. O local escolhido é o lendário circuito de Nürburgring, também chamado "Inferno Verde", situado nas redondezas de Frankfurt (Alemanha). No local, os protótipos ainda camuflados do sedã estão passando por uma ampla bateria de testes de resistência, onde são avaliadas as novas tecnologias que visam otimizar o desempenho dinâmico e o conforto do modelo — a essência do novo BMW Série 3. Dentre outras novidades, o modelo chegará mais tecnológico, conectado e com novo visual, ressaltando suas proporções equilibradas e linhas harmoniosas.

Audi Hungria já produz motores elétricos

“Uma nova era está começando na Audi Hungria com a produção em série de motores elétricos em Györ. Os propulsores são produzidos numa área 8,5 mil m2 com um conceito inovador: montagem modular. A empresa investiu dezenas de milhões de euros para instalar a unidade de produção e gerar cerca de 100 empregos diretos. "Audi Hungria esteve envolvida na história de crescimento da marca nos últimos 25 anos. Essa subsidiária húngara agora entra em um campo novo de especialização com a produção de motores elétricos. Esse know-how exclusivo transforma Györ em nossa principal planta de motores elétricos, incorporando nossa transformação estratégica como provedores de mobilidade sustentável”, afirmou Peter Kössler, membro do Conselho Administrativo para Produção e Logística da Audi AG, durante o ato simbólico.
“A Audi Hungria está assumindo um papel pioneiro na produção de motores elétricos. Estou orgulhoso dos altos níveis de especialização e motivação de nossos funcionários. Eles iniciaram com sucesso a produção desses carros com grande comprometimento” disse Achim Heinfling, Diretor Executivo da Audi Hungria. As primeiras unidades do motor provenientes da planta serão usadas no e-tron, que será o primeiro modelo totalmente elétrico da Audi produzido na planta de Bruxelas.
Para a montagem, a Audi Hungria instalou equipamentos inovadores e ilhas de produção em apenas um ano. Os departamentos de desenvolvimento de motores elétricos e de planejamento de produção trabalharam em conjunto com o centro de tecnologia para fabricação de protótipos em Györ, a fim de adquirir os conhecimentos necessários. A atual capacidade de produção é de aproximadamente 400 motores elétricos por dia e pode ser aumentada gradualmente. Os atuais 100 funcionários podem crescer para mais de 130 até o fim do ano. A produção é feita em um turno, mas a operação deve mudar para três turnos em breve.
O motor elétrico de Györ oferece inúmeros novos recursos. Com o estator – um dos principais componentes do motor – o objetivo é inserir o máximo possível de fios finos de cobre esmaltado no invólucro: quanto mais forte o enrolamento, mais eficiente será a distribuição de energia. Um novo centro de bobina e inserção torna possível enrolar a quantidade ideal de fio de cobre esmaltado de forma compacta e depois inseri-lo na caixa. O eixo elétrico consiste em outros componentes grandes, como os módulos eletrônicos de potência, que estão localizados em seu próprio compartimento, a engrenagem e dois eixos que transmitem a potência às rodas. Os funcionários produzem dois eixos elétricos para cada Audi e-tron.
A Audi Hungria produziu 1.965.165 motores no ano passado, tornando a empresa uma das maiores fabricantes de motores do mundo. Na planta de Györ, seis diferentes motores a gasolina e três a diesel foram produzidos em 2017, com potências variando de 86 cv a 639 cv. Cerca de 6 mil funcionários fabricam em torno de 9 mil motores por dia para as 32 unidades de produção do Grupo Volkswagen.

Brasil voltará a sediar provas de endurance

A volta do Campeonato Mundial de Endurance ao Brasil foi anunciada em Silverstone, na Inglaterra. A prova será realizada em Interlagos, São Paulo, nos dias 30, 31 de janeiro e 1 de fevereiro de 2020. A corrida no país será organizada e promovida pela N/Duduch Motorsports, em acordo firmado por três anos.
A informação, anunciada oficialmente com o calendário da próxima temporada do evento, recoloca o País no mapa das corridas de longa duração cinco anos após a última edição, realizada em 2014. “A confirmação da data da nossa corrida no Brasil é uma notícia a ser comemorada. Agora, temos uma linha de chegada definida para realizar um grande evento. Nossa equipe já vem trabalhando, desde o ano passado, para fazer a melhor festa não apenas para o fã de automobilismo, como para toda a família, diz Nicholas Duduch, CEO da N/Duduch Motorsports. 

Ford apresenta edição especial do Mustang

A Ford apresentou nos Estados Unidos a edição comemorativa de 50 anos do Mustang Cobra Jet, homenagem ao modelo original de 1968 que se tornou uma lenda nas corridas de arrancada, as famosas “drag racing”. Com produção limitada a 68 unidades, Cobra Jet é o mais rápido já produzido: percorre 1/4 de milha na faixa de 8 segundos, a mais de 240 km/h.
A divisão de peças de competição da Ford, Ford Performance Parts, desenvolveu o projeto do novo modelo unindo vários times de engenharia.
O novo Mustang Cobra Jet é equipado com uma versão especial de 5.2 litros do V8, turbinado com um supercharger Whipple de 3 litros. O motor despeja sua potência na pista através de um eixo sólido traseiro de 9 polegadas. A suspensão traseira de quatro hastes, “four link”, conta com barras panhard e altura ajustável. Ele sai de fábrica pronto para competir, com gaiola de proteção e bancos padrão FIA.

História vitoriosa
A longa história de vitórias e recordes do Mustang Cobra Jet vem desde a sua estreia nas corridas, na NHRA Super Stock da Winternationals 1968, na Califórnia. Desde então, sua configuração de motor foi aplicada em outros veículos. Sua fórmula foi criada por Bob Tasca, lendário distribuidor Ford que cunhou a frase “Vença no domingo, venda na segunda-feira”. Veja abaixo um retrospecto da sua história.
1968 – Criação do Cobra Jet original, com motor V8 FE de 428 polegadas cúbicas. A Ford produz 50 Mustangs leves para receber o motor de 335 hp: seis são preparados por Holman Moody e Bill Stroppe para competir na NHRA. Al Joniec pilota um deles e leva o Cobra Jet à primeira vitória.
2008 – Renascimento do Mustang Cobra Jet de fábrica, o M-FR500-CJ, 40 anos depois.
Veja vídeo abaixo

Soluções Henkel ajudam a reduzir emissões

Na indústria automobilística, soluções químicas como adesivos, silicones e vedantes estão substituindo ferramentas mecânicas, entre elas soldas, roscas e parafusos. A Henkel, oferece algumas aplicações que ajudam as fabricantes de veículos a ter produções mais sustentáveis e produzir carros menos poluentes.
Adesivos e selantes reduzem de 10 a 15% o peso de um automóvel – o que significa cerca de 140 kg a menos. Isso reflete em economia de combustível e redução de emissão de CO2.
"Um modelo hatch contém , em média, 17 kg de adesivos e esse volume tende a aumentar, devido a seu principal benefício: reduzir o peso dos veículos e melhorar sua eficiência energética. Além disso, temos tecnologias avançadas que tornam a produção mais sustentável, reduzindo o uso de energia elétrica em soldas” – explica Murilo Brotherhood, diretor de Adesivos para Transportes da Henkel.

Veda Pneu: segurança com fácil aplicação

A Promax Bardahl desenvolve produtos especiais, que complementam sua linha no segmento automotivo como Veda Pneu. Além de ser indicado tanto para carros como para motocicletas o produto se tornou item de segurança, já que há muitos casos de pessoas abordadas por assaltantes quando um pneu fura na estrada ou vias pouco movimentadas.
Com aplicação rápida e fácil, este reparador instantâneo veda o furo rapidamente e enche boa parte do pneu. Depois de aplicado, é necessário dirigir-se, em velocidade moderada, a um local indicado para o reparo definitivo. O produto pode ser facilmente removido do pneu e da roda, pois é solúvel em água.
O Bardahl Veda Pneu é indicado para pneus sem câmara e pode ser aplicado em carros e motos. A embalagem do produto, com 300 ml, serve para uma aplicação e pode ser transportada debaixo do banco ou no porta-malas do veículo.
O produto pode ser encontrado nos postos de combustíveis, centro automotivos e na loja virtual Bardhal.
Saiba mais no vídeo abaixo


Ouça Sobre Rodas e ganhe moedas digitais

Quer ganhar dinheiro ouvindo a Rádio Sobre Rodas? Moleza. Entre no site da Bitrad.io faça seu cadastro e procure a Rádio Sobre Rodas. Pronto, você ouve a melhor programação e começa a receber “Bitradio” (BRO), moeda digital que, futuramente, poderá ser trocada ou usada como meio de pagamento.
Para você ganhar ainda mais use seu link de referência e convide amigos e parentes para ouvirem a Rádio Sobre Rodas.
Experimente! Nunca foi tão legal ouvir rádio.
Veja o tutorial completo aqui.

Documento veicular obrigatório será digital

O Ministério das Cidades, por meio do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), apresentou a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVe), documento de porte obrigatório dos veículos. Assim como a Carteira Nacional de Habitação eletrônica (CNHe), o CRLVe traz todas as informações do documento impresso, além de um QR Code, que pode ser lido para verificar se há alguma falsificação no documento durante uma abordagem de trânsito.
O Departamento Nacional de Trânsito do Distrito Federal (Detran/DF) será o primeiro órgão fiscalizador de trânsito a oferecer aos condutores o CRLVe, que substituirá o documento impresso. Até 31 de dezembro deste ano, todos os Detrans deverão adotar a tecnologia, conforme determinação do Contran. O documento digital será disponibilizado no mesmo aplicativo da Carteira Nacional de Habilitação digital (CNHe), sistema operacionalizado pelo Serpro desde outubro de 2017. Também será possível baixar o arquivo em formato PDF, com assinatura digital, para ser utilizado em alguma necessidade onde se exija um documento autenticado.
A diretora-presidente do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), Glória Guimarães, acredita que a nova plataforma poupará tempo dos condutores. “Será uma facilidade para o cidadão, tornando a sua vida mais cômoda. Não será mais preciso ir em vários lugares para poder ter o documento, agora o celular conterá todas as informações necessárias. Esperamos que o cidadão não perca mais tempo em filas, e que possamos efetivamente ganhar tempo em questões importantes do nosso dia a dia”, disse.

Carros de sonho estarão no Salão de São Paulo

O Salão do Automóvel de São Paulo terá a presença das principais montadoras do segmento entre os dias 8 e 18 de novembro, no São Paulo Expo. A trigésima edição da exposição tem 29 marcas confirmadas e trará diversas novidades, como maior espaço para test drive, além de aprofundar o debate sobre carros elétricos e outros assuntos importantes para a mobilidade.
Audi, BMW, CAOA Chery, Chevrolet, Chrysler, Dodge, Ferrari, Fiat, Ford, Honda, Hyundai, Jeep, KIA, Lamborghini, Lexus, Lifan, Maserati, Mercedes-Benz, Mini, Mitsubishi, Nissan, Porsche, Renault, Rolls Royce, Subaru, Suzuki, Toyota, Troller e Volkswagen são as empresas que mostrarão em primeira mão suas novidades aos mais de 700 mil visitantes que são esperados pela organização.
Além dos lançamentos e inovações, o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo apresentará super máquinas, sonho de consumo de todo aficionado por carros, as incríveis 488 Pista (Ferrari), Urus (Lamborghini), Levante Trofeo (Maserati), Cullinan (Rolls-Royce), 911 GT2 RS (Porsche), M5 (BMW), entre outros.
“O Salão do Automóvel é a oportunidade de aproximação das marcas com seu público alvo apresentando as principais novidades e tendências. São mais de 700 mil pessoas que poderão ser impactadas diretamente nos dias de evento. É um prazer para o Salão receber as principais montadoras do mundo e poder levar ao público as mais variadas experiências”, afirmou Leandro Lara, diretor do evento.

Espaço dos Sonhos
O Dream Lounge by Robb Report terá 10 super máquinas escolhidas pelas montadoras premium que participarão do evento, como Audi, BMW, Ferrari, Lamborghini, Maserati, Porsche e Rolls-Royce. O espaço conta com apoio do Instituto Ayrton Senna que promete encantar o público do evento com interações e preciosidades ligadas ao maior ídolo brasileiro do automobilismo e com o patrocínio do restaurante Pobre Juan. Além dos carros, o projeto contará com super motos.

Test drive ampliado
A organização do evento colocará à disposição do público mais de 23 mil m² de áreas destinadas a test-drives, um espaço 130% maior do que o disponibilizado em 2016. Chevrolet, Nissan e Volkswagen terão um espaço próprio.
Outra novidade será o Drive Experience, projeto de test drive com uma pista de quase 2 quilômetros de circuito, possibilitando aos visitantes sentir o prazer e a emoção de acelerar em uma reta, testar frenagem, dirigibilidade, agilidade e a ergonomia dos modelos.
Aposta em veículos elétricos e híbridos
O Salão do Automóvel terá um novo espaço chamado New Mobility, projeto destinado a discussões e apresentação de novas tecnologias e soluções no setor de mobilidade.
Com uma área de test drives exclusiva para veículos elétricos e híbridos, uma experiência única com mais de 10 marcas diferentes.

Ingressos para todos os públicos
Os ingressos já podem ser comprados no site www.salaodoautomovel.com.br e atendem a todos os tipos de público:
Ingresso diário (lote 3) – Para o primeiro dia do evento o ingresso custa R$ 48,00 (meia R$ 24,00). Para dias de semana o valor é de R$ 68,00 (meia R$ 34,00). Os ingressos para fim de semana, feriado e emenda de feriado custam R$ 84,00 (meia R$ 42,00).
Nitro – Flexibilidade para escolher o melhor dia para a visita – 1 acesso (R$ 130,00).
Passaporte – Ingresso que dá direito a visitar o evento todos os dias (R$ 350,00).
Kit fã – Kit com camiseta exclusiva (7 tipos de camisetas para escolha- R$ 180,00).
Box Super Fã – kit com flexibilidade de data, brindes do Salão do Automóvel, estacionamento e entrada exclusiva – 1 acesso (R$ 400,00).
Vip – Acesso vip ao evento em qualquer dia, com entrada exclusiva, serviço de valet, acesso ao Lounge Vip e pulseira para o Espaço dos Sonhos – 1 acesso (R$ 370,00). 

Chariot expande serviço de vans em Londres

A Chariot, serviço de vans sob demanda da Ford, lançou suas primeiras rotas voltadas para empresas em Londres, com o objetivo de oferecer trajetos mais rápidos e menos estressantes. O serviço, que começou a operar na capital britânica no início deste ano, é uma solução de mobilidade projetada para atender áreas com pouca oferta de transporte público, conectando os usuários a estações de metrô e centros de embarque próximos. Agora, a Chariot está expandindo seu foco para atender companhias e centros empresariais localizados fora do centro da cidade, com difícil acesso ao transporte público.
Reduzindo a dependência dos carros para chegar ao trabalho, a Chariot colabora para a diminuição do número de veículos nas ruas nos horários de pico e melhora o acesso para toda a população ao fornecer um transporte confiável, seguro e acessível. Empresas estabelecidas em locais com menos opções de transporte público enfrentam dificuldades para atrair e reter talentos e o custo para repor um empregado que sai da companhia é alto. Além disso, colaboradores de empresas que chegam menos estressados e reduzem gastos com locomoção as consideram lugares mais atraentes para trabalhar.
“Os empregadores sabem que, se o trajeto de ida e volta à empresa for mais tranquilo, isso poderá fazer diferença na qualidade de vida dos colaboradores e também no resultado do trabalho”, disse Sarah-Jayne Williams, diretora da Ford Smart Mobility na Europa. “Com a Chariot, estamos oferecendo um serviço confortável, moderno e eficiente, que beneficiará as empresas, seus empregados e as cidades ao seu redor.”
O serviço pode ser acessado por um aplicativo no smartphone, que indica a rota e o local de embarque mais próximos. O passageiro pode reservar um assento e rastrear em tempo real a localização das vans. O veículo usado é uma Ford Transit de 14 lugares, que proporciona baixo consumo de combustível, interior espaçoso, Wi-Fi e ar-condicionado, garantindo uma viagem confortável aos passageiros.
Londres é a sexta cidade atendida pela Chariot, que já opera em São Francisco, Nova York, Seattle, Columbus e Austin, nos EUA.

Continental bate recorde de produção de sensores

Em 2018, a Continental Brasil atingiu o recorde de produção de 44 milhões de sensores, componente que produz localmente desde 2012. A empresa é a única a produzir e fornecer o item no país, na unidade de Salto. Para se ter uma ideia, em 2017, foram fabricados cerca de sete milhões de sensores ABS no País, e 50 milhões pelo mundo.
A produção local do sensor, segundo Walter Silva, gestor da unidade PSS de Chassis & Safety da Continental, auxilia muito o cliente na tropicalização do projeto, já que ele pode ser ajustado de acordo com a engenharia local e atende diretamente a demanda interna. Outro ponto a ser considerado é a agilidade no serviço de atendimento ao cliente, que é operacionalizado muito mais rapidamente, possibilitando um suporte ainda mais dinâmico.
Para garantir este alto índice de produção, com a qualidade e a excelência já reconhecida pelo mercado, a Continental tem investido constantemente nos processos e maquinários para atender às principais montadoras do País.
"Esse marco apenas afirma o compromisso da Continental com o setor automotivo, de buscar sempre estar próximo ao cliente, oferecendo tecnologias e soluções que promovam a entrega de produtos cada vez melhores, sob o melhor atendimento possível”, afirma o executivo.

Estapar administra mais de 400 mil vagas no País

Em 37 anos de atividade, a rede foi a responsável por trazer em primeira mão ao Brasil serviços com diferenciais tecnológicos, como equipamentos automatizados para a operação de estacionamentos. No segmento de estacionamento rotativo em vias públicas, mais conhecido como Zona Azul Digital, a Estapar é concessionária em 19 cidades, administrando mais de 22.500 vagas e 1.100 parquímetros eletrônicos. A empresa foi mais uma vez percussora ao implantar o pagamento mobile nas operações on-street, em sintonia com os serviços já oferecidos nas principais capitais mundiais. E inovou no mercado brasileiro ao disponibilizar, nas operações off-street o sistema online de reserva antecipada de vagas, outra tendência mundial.
Pioneira no setor, a Estapar hoje é referência quando o assunto é o mercado de estacionamento e, por isso, entende que cabe a ela a vaga de apresentar as novas tecnologias e o futuro deste segmento. O CEO da Estapar, André Iasi, explica que os estacionamentos, com a corrente mudança na cultura dos meios de transporte, terão de realizar um papel diferente no futuro. “A Estapar detém o conhecimento e a tecnologia em suas operações para desempenhar a função de hubs de serviço para o desenvolvimento e melhoria da mobilidade urbana no país”.
Nos últimos anos, a Estapar estabeleceu seu processo de liderança na América Latina ao assumir operações de grande porte em concessões privadas e públicas nos maiores aeroportos e arenas esportivas do Brasil, além de liderar segmentos como hospitais, universidades, empreendimentos comerciais de alto padrão, shopping centers, entre outros.

Ford confirma produção da Ranger Raptor

A Ford confirmou hoje que a Ranger Raptor, versão off-road de alto desempenho da picape, será vendida na Europa a partir de meados de 2019 (veja o vídeo). O anúncio foi feito durante a Gamescom, na Alemanha, maior feira de games da Europa, depois da divulgação de um “teaser” na semana passada para atiçar a curiosidade dos fãs.
Com isso, a Ford se tornou a primeira montadora a lançar um veículo durante a Gamescom. Junto com a Microsoft, a marca revelou também que a Ranger Raptor vai estrelar o novo game de corrida “Forza Horizon 4”, para o console Xbox, dando a jogadores de todo o mundo a oportunidade de experimentar os atributos sem precedentes da picape.
Desenvolvida pela Ford Performance, a Ranger Raptor começou a ser produzida este ano na Tailândia para os mercados da Ásia-Pacífico. Ela é equipada com uma versão biturbo do motor diesel 2.0 EcoBlue, que gera uma potência de 213 cv e torque de 51 kgfm, com nova transmissão automática de 10 velocidades. Além de dimensões e estilo imponente, ela tem um chassi projetado especialmente para rodagem off-road em alta velocidade.
"Esqueça tudo o que você pensa que sabe sobre picapes", disse Leo Roeks, diretor da Ford Performance na Europa. “A nova Ranger Raptor pertence a uma categoria diferente – um corredor puro-sangue do deserto, com um estilo de vida radical, capaz de trabalhar nas condições de uso mais severas.”
Criado para suportar os altos impactos da rodagem off-road, o chassi da Ranger Raptor é super-reforçado e produzido com ligas de aço de alta resistência. Sua suspensão foi especialmente desenvolvida para enfrentar terrenos difíceis em alta velocidade com total controle e conforto, incluindo amortecedores FOX com “Position Sensitive Damping”, que adapta o funcionamento às condições da pista.A Ranger Raptor tem um sistema de gerenciamento de terreno com seis modos de condução: normal; esportivo; grama e neve; lama e areia; pedra; e baja. Os freios usam discos dianteiros de 332x32 mm com pistões duplos e discos traseiros de 332x24 mm, ambos ventilados. Os pneus todo-terreno BF Goodrich 285/70 R17 também foram especialmente desenvolvidos para a picape. Uma placa de aço especial de 2,3 mm faz a proteção sob o assoalho.
A Ranger Raptor tem grade dianteira inspirada na primeira picape off-road de alta performance do mundo – a Ford F-150 Raptor –, faróis de xenônio e faróis de neblina de LED. O DNA da Ford Performance está presente também no interior, com bancos e volante especiais e acabamento em couro com costura azul.
As tecnologias avançadas da Ranger Raptor incluem central multimídia SYNC 3 com tela de 8 polegadas e navegação por satélite com função “migalha de pão”, que marca o caminho percorrido para exploração de áreas não mapeadas.

Veja vídeo abaixo

Toyota Hilux chega ao Brasil com novo design

A nova Hilux 2019 chega ao Brasil. O design frontal modernizado e uma lista de equipamentos ainda mais recheada adicionam qualidades que visam realçar a essência da série: a robustez. Líder de seu segmento no mercado nacional nos últimos três anos, a Toyota Hilux tem produção na fábrica de Zárate, província de Buenos Aires, Argentina, onde é manufaturada de acordo com os valores e padrões globais de qualidade, durabilidade e confiabilidade da Toyota. Com as mudanças incorporadas na linha 2019, a picape da Toyota traça nova direção na busca por superar as expectativas de seus clientes.

50 Anos de história
Um dos mais famosos nomes do segmento de picapes é, também, um dos mais tradicionais da história. Com meio século de vida completado em 2018, a Hilux chega a um novo patamar de seu ciclo de existência e atuação global. Trajetória marcada, inclusive, por sucessivas evoluções, moldadas pelas transformações em uma sociedade cada vez mais moderna, dinâmica e urbanizada.
Mais informações na seção Hault de Gamme

Acidentes com pedestres são os mais graves

O dia 8 de setembro, Dia Mundial do Pedestre, foi criado para levantar o debate sobre como promover segurança para quem caminha. Os acidentes envolvendo pedestres são os mais graves e os mais fatais. Segundo pesquisa realizada pela Arteris, o motorista brasileiro é imprudente e observa-se que alguns trechos exclusivos para tráfego rodoviário são usados como avenidas. O excesso de velocidade é um fator que influencia os acidentes com pedestres. Embora acidentes por atropelamento sejam a menor parcela, os dados indicam que esses são proporcionalmente mais graves e com índice de fatalidade alto em estradas. Infelizmente, cerca de 1/3 dos óbitos registrados nas rodovias administradas pela Arteris nas regiões Sul e Sudeste são decorrentes de atropelamentos. Em 2017, o total de óbitos registrados em acidentes foi de 644. Pedestres envolvidos em acidentes fatais representam 31%.

Produção de motores Cummins cresce 60%

A Cummins Brasil, alinhada com a retomada dos mercados em que atua, registrou aumento de 60% na produção de motores. No primeiro semestre deste ano saíram de suas linhas de produção 22 mil unidades. O segmento automotivo representou avanço de 59% no mesmo período e o crescimento foi positivo também no segmento de ônibus (+75%), construção (+58%), geradores (+39%), entre outros. 
Com participação significativa no mercado automotivo nacional, a Cummins Brasil equipa atualmente 57% dos caminhões Light Duty, 67% do segmento de médio porte (Mid Range) e 11% dos pesados (Heavy Duty). No acumulado de 2018, a projeção da companhia é elevar a produção de motores entre 40% e 45%, levando em consideração um segundo semestre mais aquecido do ponto de vista econômico.

Campanha tem uso de álcool como tema

“Quando você bebe e dirige, alguém sempre se MACHUCA” é o tema da campanha que o Observatório Nacional de Segurança Viária lança para o mês de setembro, e que será utilizada para a Semana Nacional de Trânsito 2018.
A campanha, criada e cedida totalmente pela agência F&Q Brasil para o Observatório, pode ser utilizada por toda a sociedade, já que a meta é disseminar o alerta de que a combinação de álcool com a condução de veículos causa mortes. A orientação do Observatório é que a campanha seja usada em conjunto com o mote definido pela resolução 722: “Nós somos o trânsito”.
Para mostrar que a mistura de bebida e direção causa traumas em quem dirige e também em quem está ao seu lado, a agência usou a mancha de um copo de bebida sobreposta ao rosto de uma vítima, dando a impressão que se trata de um Machucado gerado pelo acidente de trânsito. Dessa maneira, a campanha consegue chamar a atenção do público com imagens chocantes e que remetem à reflexão de que quem bebe pode se Machuca ou ferir alguém.
“Em nossa sociedade você Machuca ou ser Machucado é algo repugnante, pois remete a uma agressão. Esta é a mensagem que queremos passar, que o acidente Machuca a todos, ou seja, a vítima se Machuca por lesões corporais,  o causador do acidente se Machuca psicologicamente, as famílias dos acidentados se Machucam emocionalmente e a sociedade, além do lamento, da dor e sofrimento dos acidentados, tem um ferimento muitas vezes não evidente: a lesão financeira, já que os gastos médicos, hospitalares, previdenciários e com manutenção de bens públicos danificados, serão financiados pelos impostos pagos por todos nós”, afirma José Aurelio Ramalho, diretor-presidente do Observatório Nacional de Segurança Viária.
Ao criar a campanha, a agência parceira do Observatrório considerou a triste realidade brasileira, que diariamente registra acidentes de trânsito (fatais ou não) que são causados por envolvidos que fizeram uso de álcool antes de assumir a direção de um veículo e que Machucam pessoas.
A campanha contempla anúncio para revistas, outdoor, busdoor, cartazes, posts e filtros para perfis das redes sociais. As peças foram feitas com vários atores representando o sentimento de tristeza causados nas vítimas de acidentes de trânsito. Qualquer entidade, órgão público ou privado e empresa pode utilizar as peças criadas.

Pirelli apresenta o pneu Diablo Rosso Corsa II

Usando seus 15 anos como Fornecedor Oficial de Pneus para todas as classes do Campeonato Mundial de SuperBike da FIM, a Pirelli utilizou as melhores tecnologias e patentes para desenvolver o Diablo Rosso™ Corsa II, pneu desenvolvido nas corridas e feito para uso em estradas e pistas.
Desde o lançamento do Diablo Rosso™ Corsa original em 2010, as motocicletas e as necessidades dos motociclistas evoluíram, eles agora buscam desempenho esportivo combinado com versatilidade, não apenas na pista, mas também na estrada. O torque e a potência das motos aumentaram significativamente e a introdução de sofisticados sistemas de controle de tração e ABS em curvas deixou tais ganhos de desempenho à disposição de mais pilotos para alcançar maiores ângulos de inclinação. Consequentemente, o slogan escolhido pela Pirelli para acompanhar o novo produto é “Aceite inclinações mais agressivas”.

Sobre Rodas Worldwide

Top five

1Adele
Someone Like You
2Radiohead
Creep
3Pearl Jam
Last Kiss
4Beatles
Michele
5Beach Boys
Kokomo

Indique ou peça sua música favorita através do Fale Conosco


  Conectada com a mobilidade


No trânsito somos todos pedestres

  © 2017 - Todos os direitos reservados

Tenha também o seu site. É grátis!